[Revista PnP] Doação de micros velhos. Como proceder? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Doação de micros velhos. Como proceder?

Questão colocada pelo leitor


Tenho alguns PCs na empresa onde trabalho que são bem velhos. Gostaríamos de nos livrar destas máquinas, doando-as para alguma instituição. Só que eles ficaram parados durante alguns anos, quando vou ligá-los para limpeza e formatação, eles não dão mais partida. Como reavivar esses PCs? Preciso ver o que ou não funcionando, e principalmente apagar os dados da empresa que ainda podem estar nos HDs. Há uma sequência de passos para colocar estes micros velhos para funcionar, ver o que tem neles e prepará-los para a doação?


Nossa respostaO leitor nos dá poucas informações sobre o que acontece com os micros antigos, por isso fica difícil uma solução única e definitiva para o problema. Mas podemos pensar em algumas hipóteses que fazem com que máquinas paradas durante muito tempo podem apresentar. Antes de entrar nestes detalhes, gostaríamos de lembrar que este micros foram encostados por algum motivo, a maioria deles deve ter sido aposentado porque já estava com problemas, por isto devemos pensar em problemas já existentes na época da “aposentadoria” e também em problemas decorrentes da falta de uso e armazenagem em local inadequado, com umidade, sol ou poeira. Vejamos algumas possíveis causas:

Mau contato — Depois de ficar ano parados num canto qualquer, os contatos elétricos podem ter se deteriorado devido ao acúmulo de poeira ou à oxidação. O simples fato de transportar as máquinas de um ponto para outro pode provocar o desencaixe de alguma placa. Para tentar corrigir, abra o micro, remova a poeira e limpe os conectores das placas, inclusive com as unidades de memória. MOnte tudo de novo, assegurando-se de que as placas estão bem ajustadas e verifique também as conexões dos cabos elétricos. Mesmo que o problema não seja exatamente esse, faz sentido começar atacando o problema por este lado.

Processador, memória e vídeo — Os micros encostados podem apresentar diversos sintomas. Podem estar sem sinal algum de “vida” ou podem não fazer todos os procedimentos de boot. Se houver algum sinal, é possível reconhecer a origem do problema pelos apitos de alerta que a placa-mãe emite. Conforme a BIOS, certas combinações de bipes curtos e longos indicam se o problema está no processador, memória, placa-mãe, placa de vídeo, vídeo ou teclado. Para ouvir esses sinais é necessário que o alto falante do sistema esteja conectado à placa-mãe.

Fonte de alimentação — É possível que a fonte de alimentação esteja danificada. O jeito de confirmar isso seria substituir a fonte do micro por outra que seja compatível e esteja funcionando. Note-se que muitos micros antigos ainda usam fontes padrão AT, diferentes das ATX usadas hoje, e mesmo as fontes ATX de alguns anos atrás não têm o conector extra de força que se encaixa na placa-mãe.

Outra solução -- Todos esses procedimentos são trabalhosos, demoram para serem feitos e exigem experiência na manutenção de computadores. O tempo perdido é ainda maior pois os problemas seriam multiplicados diretamente pelo número de máquinas a serem descartadas. Como a intenção do leitor é doar os equipamentos, podemos sugerir um caminho mais curto e direto. A questão principal é destruir dados que eventualmente estejam nos HDs, para isto basta desconectar os discos rígidos desses micros e apagá-los fora deles. Há duas de fazer isto. Uma é instalar cada um destes discos como HDs secundários (slaves) num micro que esteja funcionando. A outra consiste em instalar o disco num gabinete de HD externo e ligá-lo ao micro via USB. Nas duas duas hipóteses, para apagar todo o conteúdo dos discos sem deixar rastros, é preciso usar um programa especializado como o WipeDisk da Quantum, o Norton WipeDisk ou o software freeware AbsoluteShield File Shredder. Apagado o conteúdo, retornar Devolva os HDs aos micros ou, talvez, nem seja preciso fazer isso. É claro que os micros não poderão dar partida assim, com os discos rígidos zerados. Mas a intenção é doar, então...

Para quem doar micros antigos?

Existem organizações sem fins lucrativos que recebem equipamentos usados, fazem os reparos necessários e os encaminham a escolas e asilos, se isto for possível. Se o reparo não for compensador, os micros são enviados para serem reciclados em firmas especializadas no sucateamento de material eletrônico.

Então, se você doar a uma delas os micros e HDs, a entidade certamente saberá o que fazer. Você só precisa descobrir uma entidade desse tipo próxima à sua empresa. Entre em contato e veja como fazer a doação. Se estiver em dúvida, chame entidades como o Exército da Salvação ou os Centros Espíritas, estas associações costumam receber todo tipo de material para ser aproveitado eventualmente.


Publicado em 08/09/2010 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

NOSSOS LEITORES JÁ FIZERAM 1 COMENTÁRIO sobre este artigo:
De: quebra cano (em 07/10/2010 às 17:52 hs)
Aceito doações de micros velhos
Se tiver micros que não use mais mande pra mim que arrumo para poder doar, as pessoas que necessitam deles para estudo,e aprendizado. Obrigado.

Comente você também:

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.