[Revista PnP] Windows Vista 64 conquistou a preferência dos usuários e ganha mercado 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   DVDs e pendrives  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Windows Vista 64 conquistou a preferência dos usuários e ganha mercado

O Windows Vista com tecnologia de 64 bit está se saindo melhor do que o planejado. No exterior os fabricantes já estão optando por ele, ao invés da versão de 32 bit do mesmo Vista. Isto ocorre porque a maioria das máquinas já está saindo com 4 GB de RAM e até mais, e os sistemas de 32 bit não conseguem acessar tanta memória. Além disto, os consumidores estão usando programas que demandam muita memória para seus games e aplicativos profissionais, cada vez mais ferozes devoradores de memória.

Uma das razões para esta mudança é que as máquinas de 64 bit podem acessar diretamente mais de 4 GB de memória RAM. Até recentemente este fato era pouco importante, entretanto mais e mais programas estão entrando no mercado tendo como especificação sistemas de 64 bit e com 4 GB ou mais de RAM.

Segundo informam algumas fontes da Microsoft, cerca de 20% dos usuários que se conectam ao Windows Update em Agosto de 2008 estão usando Windows de 64 bit. Em março do mesmo ano apenas 3% estavam com sistemas 64 bit em suas atualizações.

É uma boa notícia para o Windows em geral, mas é apenas um detalhe para melhorar a imagem do Vista. A Microsoft ainda sofre com as más notícias sobre o Vista, parece até que leva para o lado pessoal a recusa de boa parte dos usuários do XP em migrar seus sistemas para o Vista. Justiça seja feita, o Vista SP1 instalado em um micro moderno tem boa performance e roda muito bem, tanto que está instalado atualmente na esmagadora maioria dos micros novos. Se os grandes fabricantes não acreditasse no produto, não forneceriam micros com o Vista e forçariam a Microsoft a continuar licenciando o XP.

A questão dos 3 ou 4 GB no Vista 32 bit

É uma queixa comum: – “Comprei um micro com 4 GB de memória RAM. A BIOS mostra estes 4 GB, mas o Windows Vista informa que eu tenho algo entre 3,2 a 3,5 GB de RAM. Onde está o resto da memória?”

A questão é que este usuário deve estar rodando o Vista 32 bit, e precisará então conviver com esta quantidade de RAM, pois será impossível ver o resto dos 4 GB que pagou. Dependendo do chipset da placa-mãe, o sistema poderá suportar o remapeamento (“remapping”) de memória RAM. Neste caso, ele poderá usar até o limite de 4 GB.

Devido à decisões feitas há anos em relação à arquitetura dos PCs, o Windows 32 bit não conseguirá “enxergar” parte dos 4 GB de RAM. O limite fica entre 2,75 a 3,5 dependendo dos dispositivos instalados e do chipset e BIOS da placa-mãe.

Este comportamento é devido a um recurso denominado “memory mapped IO reservations” ou, em bom português, “reservas de mapeamento de memória para dispositivos de entrada e saída”. Estas reservas se sobrepõem ao espaço de memória endereçado fisicamente e mascara aqueles endereços físicos de formam que eles não podem ser usados como memória RAM. Este recurso depende do sistema operacional que estiver em uso.

Com isto, pedaços significativos dos endereços de memória logo abaixo do limite de 4 GB (o máximo acessado em sistemas de 32 bit) ficam reservados para serem usados pelo hardware: • BIOS, incluindo o gerenciamento de energia (ACPI) e suporte a dispositivos legados de vídeo. • Barramento PCI • Suporte ao barramento PCI Express reserva para si pelo menos 256MB e até 768MB, dependendo da memória da placa de vídeo instalada.

Significa, portanto, que um sistema típico pode ter algo entre 256 a 1000 MB de espaços reservados para o hardware logo abaixo dos 4 GB de memória física. São endereços que o sistema operacional não pode acessar. Isto confunde os usuários, gerando algumas questões típicas a respeito do máximo de memória RAM que seus sistemas podem usar:

1 – Quanto de memória RAM meu Windows consegue acessar? As versões de 32 bit são limitadas a 4 GB mas e não conseguem ver qualquer endereço acima dos 4 GB ou, para ser mais preciso, acima dos 264 ou 4,294 GB. Isto, na melhor das hipóteses e na teoria. As versões de 64 bit podem usar no máximo um valor entre 8 GB e 128 GB, dependendo do hardware.

2 – Que faixa de endereços de memória meu processador pode realmente acessar? Atualmente, o endereçamento é feito em 40 bit para os processadores x64 (Intel EM64T e AMD64), mas processadores mais antigos estavam limitados a 36-bit ou até mesmo 32-bit

3 – Será que o chipset do meu micro consegue mapear memória acima dos 4 GB? Os chipsets dos notebooks provavelmente não, mas isto tende a mudar. Os micros de mesa (desktop), que usam chipsets desenvolvidos para um ou mais processadores, geralmente conseguem.

O Windows pode remapear a memória abaixo de 4 GB passando-a para acima dos 4 GB, entretanto, isto depende dos três pontos acima, gerando mais estas dúvidas:

4 – Pode o Windows acessar memória acima dos 4GB? O Windows 64 bit “talvez”, devido à limitações do chipset. O cálculo de memória máxima é este: 264 = 18,446,744,073,709,551,616 18,446,744,073,709,551,616 / (1,024 x 1,024) / 8 = 2 exabytes

É muita memória e, aso você esteja se perguntando, a progressão é giga, tera, peta, exa. Entretanto, mesmo com um sistema operacional de 64-bit OS, ainda existe a limitação da placa-mãe e seu chipset e BIOS.

Já para o Windows 32 bit à resposta à pergunta acima é um sonoro “Não”, porque está limitado a 4 GB conforme o cálculo abaixo: 232 = 4.294.967.296 4.294.967.296 / (1024 x 1.024) = 4.096 GB

5 – Pode o meu processador acessar memória acima dos 4GB ? Se for recente, provavelmente sim. Se for um AMD64 ou um Intel EM64T é quase certo.

6 – O chipset do meu micro permite enxergar mapeamento de páginas de memória acima dos 4 GB? Possivelmente não, e isto está confundindo quem instala o Vista 64 bit ao tentar contornar o problema do item 1.

Em alguns casos, o fabricante do micro pode modificar a BIOS para reservar menos memória para o uso do hardware, mas mesmo assim a diferença é pequena, algo como 100 MB.

Sendo práticos, a questão da quantidade de memória fica assim: se você estiver planejando usar sistemas de 32 bit durante os próximos anos, fique com o Windows normal. Neste caso, 3 GB de RAM vão atendê-lo, não gaste dinheiro com 4 GB porque não vai mesmo consegui utilizar esta memória adicional. Por outro lado, se pretende investir em aplicativos mais modernos e precisa de 4 GB ou mais, será preciso ter uma máquina recente e utilizar o Vista 64.

Referência: http://support.microsoft.com/kb/929605/pt-br

Publicado em 19/09/2008 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.